Serena Sereia

Num oceano de amor foi onde essa viagem sem volta iniciou…ah o mar! Eu acredito que as cegonhas pegam os bebês com os golfinhos e os levam para um passeio no céu para que eles aprendam a respirar antes de se aconchegarem ainda molhados nos braços de suas mamães e papais…porque a água é o elemento que permeia esse começo da vida, onde tudo é tão liquido: o sangue, a placenta, o leite, as lágrimas…mamãe e papai lambendo a cria e babando muito, tem inevitavelmente a saliva também.
Laura acaba de completar nove meses, diz-se que é este o tempo da gestação “fora da barriga”. Então queremos dividir com vocês a nossa felicidade e brindar mais uma vez a chegada da nossa amada sereia.
“Serena Sereia” é a única canção que consegui compor nestes 18 meses de “naufrágio”. Descreve este mergulho, o chamado da Laura que nos escolheu e o Papai timoneiro que enfrentou os altos e baixos deste mar de emoções, sempre nos guiando e protegendo.
Agradeço mais uma vez nossas famílias, nossos amigos queridos que nos acolheram e apoiaram desde então…são tantas pessoas!  Ofereço essa canção ao querido Bloco Bebê com um beijo agradecido a Tatiana Tardioli e dedico essa homenagem também a minha querida irmã Pati, renascida. Viva a vida!

Ficha Técnica
Lu Horta: violão e voz
Marcelo Effori: programação
Participação especial: Laura na voz de sereia
Gravado em março de 2015 no estúdio Loco Sosa’s Noise Factory
Mixagem: Jesus Sanchez

Fotos Marcelo e Lu “grávidos”: Inaê Coutinho | Fotos Bloco Bebê: Gustavo Ferri       Demais fotos: acervo pessoal

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *